Até amanhã, julho ou dezembro?


Antônio Lopes já fala em “melhor ataque do Brasil”;

A torcida já pensa em uma maneira de descarregar a sua ira pela “traição”;

Eurico passou por cima até do seu ego perdoando as falas inoportunas do Leandro.

Eu, particularmente, acredito que, em pleno ano 2008, cobrar dignidade e, principalmente, fidelidade de jogador de futebol é simplesmente fazer alusão ao passado. Sejamos realistas: não se fazem mais Garrinchas, Péles, Robertos ou Zicos e suas intermináveis identificações com seus clube.

E…. é bom sempre lembrar dois fatos históricos para a torcida cruzmaltina:

1995 – 1997: Edmundo, com a camisa dos molambos, nos mostrou a trozoba em pleno maracanã… nós o aceitamos de volta e ele nos deu um inesquecível título Brasileiro (97).

1996 – 2000: Romário mandou a torcida do vasco levar lencinho pro maracana… choramos as lágrimas daquele estadual (96)… depois o aceitamos de volta e ele nos deu um título Brasileiro e uma Mercosul (2000).

Seguindo esta linha de raciocínio, devemos sim aceitar a volta do Leandro Amaral. Até porque não estamos em condições de ‘desperdiçar’ um jogador desta qualidade.

O que ele precisa fazer é jogar bola. É ‘meter’ gol… Fazendo isso a torcida volta a gritar seu nome rapidinho!

Romário sempre foi motivo de discórdia entre os torcedores da Colina. No entanto nos deu alguns excelentes títulos e uns 400 gols. Tá ruim?!

Sinceramente, agora não é hora para aflorar os orgulhos que andam tâo adormecidos dentro de todos os corações vascaínos há tempos. É preciso orientar e mirar os ‘ataques’… sair atirando pra todos os lados, não é atitude das mais inteligentes.

O que fica é a pergunta: Esta re-apresentação é séria? Ele realmente vai ficar no Vasco? Será ele jogador do CRVG até amanhã (trocado por outro jogador), julho (janela européia) ou dezembro (final do contrato)?!

Anúncios