Nova era: Dinamite presidente


“Alô galera. Alô família vascaína. Esse momento é um momento muito especial, não só para a nossa chapa, mas acho que para todos vocês, toda a família vascaína, porque precisamos, queremos e temos condições de dar a vocês, torcedores do Vasco, aquilo que esperam de uma boa administração, que são os títulos, ver um Vasco um forte, competitivo e, se Deus quiser, e ele está querendo, um Vasco campeão. Precisamos do apoio e incentivo de todos vocês. Aquelas pessoas de bem, que querem e podem dar a sua contribuição, que venha para junto de nós. Vamos saber respeitá-lo, ouvir as pessoas, para que a gente possa realmente ter um Vasco forte, competente, mas, acima de tudo, um Vasco mais humano. Nós, a nossa chapa, que tem também grandes vascaínos, grandes nomes, pessoas que já deram e fizeram muito pelo nosso Vasco, e hoje estão aqui, junto com todos vocês, para que a gente possa realmente mudar essa história do Vasco nesses últimos anos. Queremos sim, administrar com competência, respeitar e ser respeitado, para, acima de tudo, ter uma relação com vocês, de respeito, porque levo e tenho isso na minha vida. Joguei 20 anos no Vasco e sempre tratei todo mundo com muito respeito. É isso que peço a todos vocês. A vida de cada um de nós é uma troca. A troca que peço a vocês hoje é isso. Vamos amar e respeitar o nosso Club de Regatas Vasco da Gama. Agora vamos dar aquele grito que é tradicional. Ao Vasco nada? Tudo. Então como é que é, que é, que é? Casaca. Casaca. Casaca, zaca, zaca. A turma é boa, é mesmo da fuzarca. Vasco, Vasco, Vasco!”.

Anúncios