O caso Rafael… Káká, Adriano e Robinho!


urlNão é culpa do Roberto, não é culpa do Rodrigo Caetano, não é culpa do Rafael, não é culpa do Vasco e não é culpa do Fluminense também.

O culpado é o métier futebolístico!!! Sim, é “dele” a culpa por todo esse imbróglio envolvendo Vasco, Rafael e Fluminense.

Afinal em qual profissão no mundo, um funcionário após trabalhar/jogar 7 ( vejam bem: SETE! ) dias/partidas, passa a se achar no direito de ter aumentado o seu salário em 10 vezes.

Isso mesmo, um funcionário que trabalhou durante alguns pouquíssimos meses ( e consequentemente jogou apenas 7 partidas ) passa a querer (e se achar no direito de ter) um aumento astronômico desses. E pior: Ainda há quem tope e pague isso pra ele.

Exatamente por isso o futebol está da forma como sabemos. São propostas, salários e valores totalmente fora de um padrão aceitável. Vejam a proposta feita ao Káká… vejam o salário prometido ao Káká… a multa aplicada ao Adriano pelo atraso na reapresentação! Idem para a ausência do Robinho em um treino!!!

Enfim, são cifras totalmente fora de qualquer aceitação!

Anúncios