É o poder… o poder da nossa raça!


Vamos seguir a linha de posts do IV e não comentaremos os gols do Dodô ou o sapeca aiai aplicado no Fogão… isso é clichê demais e é molezinha de encontrar em qualquer canto/blog/site da internet.

Vamos falar do que não foi falado! Vamos falar do novo! Da novidade! Da imensa criatividade das torcidas cariocas. Da mistureba que acontece nas arquibancadas com as músicas inventadas pelos torcedores. Afinal somente no Rio de Janeiro temos um samba sendo entoado após um funk ( o que comprova mais do que nunca que o futebol é sim um esporte de massa! ).

Mais especificamente, falando da torcida do Vasco, conseguimos ter um samba ( Atrás da Verde e Rosa só não vai quem já morreu ) sendo cantado após um funk ( É o poder / Dodô é o poder ). E eis que agora até Raulzito ( Eu nasci amando o Vasco demais ) podemos ouvir das gargantas esgoeladas da nossa torcida. Isso sem contar com o Rock apaixonado dos Los Hermanos ( Anna Júlia/Vasco da Gama ).

Realmente essa espécie de “miscigenação” é uma característica tipicamente brasileira e mais ainda, essencialmente carioca! Que seja assim, SEMPRE!

Anúncios