À BEIRA DO PRECIPÍCIO


Ontem foi, para mim, uma noite complicada para pegar no sono. Fiquei até tarde lendo os sites de notícias e a repercussão da humilhação que nos foi imposta pelo Santos, na Vila Belmiro, time que é treinado pelo nosso ex-Técnico (dispensado por esta Diretoria), Dorival Jr. Ambas as equipes com times desfalcados, mas nem isso foi suficiente para nivelar por baixo o jogo. Mais uma vez acontecia aquilo que eu não queria, não mesmo, mas temia e até imaginava que pudesse acontecer! E pode acontecer ainda outras vezes neste duro campeonato, que apesar de ser de pontos corridos, passa rápido, todo jogo é complicado, é recheado de clássicos, com times de muita tradição e camisa como não se vê em qualquer outro campeonato por pontos corridos no Mundo dio Futebol.

Sim, amigos do blog, este time montado para 2010 é, na prática, pior do que o do ano passado, que era limitado, mas funcionava como um grupo de formigas operárias, e era solidário. E o que se viu ontem?! Um time sem alma, sem espírito guerreiro, desligado, a começar pelo goleiro culiminando no erro grosseiro do Treinador ao escalar os onze, de saída, e depois, substituir mal, tirando, numa penada só, os dois meias de criação deste time que, pela sua passividade, permitiu-se ser goleado. Um vexame em Rede Nacional de TV!

Mais tristeza na chegada da Delegação ao Rio. A Torcida, com razão, foi ao Santos Dumont protestar, cobrar explicações, afinal é Vasco da Gama! E Sócio não é Dizimista! Quer resultados, pois um semestre inteirinho foi desperdiçado, perdido!

Engana-se quem acha esta paralisação da Copa algo salvador, como o soar do gongo em favor do Boxeador, por um soco do nocaute. Pode até ser…mas será que no nosso caso, sem um plantel digno de nossas tradições, pode acontecer algo que anime o torcedor e o sócio?! Quero lembrar duas coisas: 1º – Que estamos em posição na tabela pior do que em 2008!; e 2º – Que devido ao calendário apertado pela Copa do Mundo haverá jogos no meio e nos finais das semanas, ou seja, com espaços curtos entre as partidas, o que para um clube de elenco fraco e em processo de desmantelamento, como o nosso, pode ser fatal à sua pretensão de se manter na Elite do futebol nacional.

Hoje acordei pensando no nosso futuro neste campeonato, pensando na inércia desta Diretoria, na tal herança maldita, na asfixia financeira, na dívida gigantesca, nas penhoras, nos salários atrasados dos funcionários (dentre os quais poderíamos colocar também todo o Futebol?! Não sei…), na falta de identificação do Vascaíno com este time aí, mas também no Amor Infinito, que move esta torcida sofrida, da qual eu também faço parte, com orgulho.

Pensando na nossa História, e na força que este Clube tem, apesar de o estarem destruindo com esta guerra política insana e sem limites, a que nem à Instituição respeitam, eu ainda acredito na força do Gigante da Colina, e na sua capacidade de resistir, com vem resistindo desde 2000 até hoje!

E como “União” não é palavra de ordem na cabeça de Dirigentes, Beneméritos, situação e oposição, a solução passa por uma terceira via, com alguém portador de credibilidade, alguém com vontade de acertar, de agir, de se dedicar e trabalhar muito para arrumar a Casa, dar a cara a tapa, apresentar um verdadeiro plano de direção, e de ações a serem implementadas no sentido de dar ao Clube tudo o que sabemos que ele necessita (CT, estrutura das divisões de base donde podem surgir novos talentos, um time profissional competitivo, e muito mais!).

O Vasco precisa voltar a ter o espírito e a cara do Vasco da Gama que nós aprendemos a amar! É isso que está faltando, hoje, e se conseguirmos, o resto vem como conseqüência. Contudo, parece que os jogadores não estão entendendo o que é isto! O que é Vasco! Já está na hora, de aos poucos, ir trabalhando a base para daqui a pelo menos dois ou três anos virem os garotos a ser a cara do nosso conhecido Vasco. É a Prata da Casa o nosso futuro! É a nossa cultura que precisa voltar a ser enfatizada em São Januário.

Por hora, a meta é não cair de novo! Atenção Diretoria! Contratações já, mas com cuidado, pois a má escolha terá consequência desastrosa, uma mancha irreparável, pois será a repetição do erro, o que a História não perdoa.

Batendo de primeira!

1 – Procurei me informar sobre um fato que vem intrigando o associado visando o pleito de 2011. Entrei em contato com o Ex-VP de Marketing, José Henrique Coelho, e o indaguei, de forma direta e objetiva sobre uma possível aliança sua com o grupo do ex-Presidente Eurico Miranda, para as próximas eleições do CRVG. Ele informou a este Blog que a possibilidade de acordo, aliança ou qualquer forma de associação dele com o Ex-Presidente é nenhuma. Chance zero disto acontecer. Já com relação a atual Diretoria, ele disse que aceitaria contribuir sob certas condições, que batem com o teor do discurso que teve ao deixar a VP de Marketing no ano passado, na Coletiva que deu.

2 – Na Comunidade Vascaína é crescente a discussão e o pensamento de como equacionar as dívidas do Clube, para livrá-lo da asfixia financeira que impede a retomada de fôlego; Da mesma forma em que se pensa em uma terceira opção de candidatura ao pleito de 2011, que viria com a intenção de implementar um plano de contas e de gestão. Seria a terceira via – Nem Roberto, nem Eurico. Hoje, pelo que se lê e se nota nas arquibancadas é a vontade do associado e do torcedor, que perderam a paciência com a atual Diretoria.

Que possamos tirar proveito desta parada forçada e que Rodrigo Caetano e Roth comecem a acertar na montagem de uma nova base para o segundo semestre! Tenham em mente uma coisa: Será uma corrida de julho a dezembro para lutar pelo direito de continuar na Série A. É o Céu ou o Precipício para o Vasco. Eu acredito no primeiro, apesar de tudo, porque sou incondicionalmente Vasco!

Anúncios