CAMPANHA NACIONAL: ASSISTA JOGOS DO SEU TIME – NÃO DÊ IBOPE A GAMBÁS E MOLAMBOS!


O Blog Incondicionalmente Vasco está apoiando esta campanha!

Ela começou há alguns dias no Blog do Odir Cunha, mas tem caráter nacional, e está ganhando muita força. Para dar certo depende de todos nós nos unirmos! Participe, divulgue! É o futuro do Futebol Brasileiro que está em jogo!

NÃO ASSISTA JOGOS DE FLAMENGO E/OU CORÍNTHIANS! EVITE A “ESPANHOLIZAÇÃO” DO FUTEBOL BRASILEIRO. ASSISTA A JOGOS DO SEU TIME, E NUNCA MAIS OS JOGOS DA DUPLA GAMBÁS & MOLAMBOS

Campanha #naoassistogamba&urubu

Fonte: Portal Web Vasco
Campanha “Assista apenas jogos do seu time”

Está rolando no Facebook e nas redes sociais uma, ainda tímida, campanha para não assistir jogos do Flamengo e do Corinthians. E porquê estamos falando deste assunto? Seria apenas coincidência o primeiro jogo televisionado da Globo com extenso marketing ser justamente um amistoso Corinthians x Flamengo?

Pois é… Apesar de ser uma coluna vascaína, esta é uma “campanha-advertência” para todos aqueles que gostam de futebol. Aliás, devo alertar que não escrevo e nem apóio “teorias de conspiração” e também não acho que a Globo seja corinthiana ou flamenguista… É verdade que nas décadas de 70 e 80 essa emissora trabalhou fortemente para alavancar esses dois times e isso deixou frutos até hoje na emissora (há inclusive uma tese de doutorado sobre o assunto). Entretanto, o que determina as ações da emissora hoje em dia é o dinheiro, haja visto o “estrago” que a Record vem fazendo na hegemonia da Globo nos últimos anos e a necessidade da Vênus Platinada agir estrategicamente para reverter a situação.

Mas, se a Globo está mais interessada em dinheiro, porquê esta matéria, que fala sobre paixão, foi escrita? Muito simples: nós, torcedores do Vasco, Fluminense, Botafogo, Palmeiras, São Paulo e outros, estamos dando dinheiro aos nossos rivais Flamengo e Corinthians. É isso mesmo o que você leu! Você, torcedor, ao exercer seu direito inalienável de “secar” o time adversário, está dando dinheiro ao seu rival e ajudando ele a se fortalecer mais e mais em detrimento de seu próprio clube do coração!

E como isso acontece? – certamente você irá perguntar… Pois bem, vamos então saber como funciona o mecanismo das famosas “cotas de tv”.

As cotas de TV, que são uma política de divisão do rateio do dinheiro que a TV Globo paga pelo direito de transmitir os campeonatos no Brasil, tem seu valor estipulado de forma diferente para cada clube. O clube que mais dá audiência tem cota maior, ou seja, recebe mais dinheiro. A insanidade nesse caso, é que essa definição ocorre antes do campeonato, ou seja, baseado em premissas do Ibope e em “critérios” de audiência, sendo que a Globo entende que o Corinthians e o Flamengo estão em um mesmo patamar, e, portanto, devem receber mais – a teoria aqui é que eles dão mais audiência quando seus jogos são transmitidos. Depois dessa faixa “especial” vem mais um grupo pequeno de times (Vasco, São Paulo, Palmeiras e Santos) recebendo uma cota significativamente menor de dinheiro e a partir daí times de menor expressão entram em faixas de ainda menor quota de dinheiro.

Bom, você leitor, pode até, querendo dar um tom de justiça, dizer: “ora, esse critério não é tão injusto assim”… – se você pensa assim, sugiro que você pergunte a um torcedor do Atlético de Madrid e do Valência, outrora grandes clubes da Espanha, o que eles acham de ter seus clubes rebaixados ao patamar de clubes coadjuvantes, e ver o Real Madrid e o Barcelona se tornarem os dois únicos clubes de expressão na Espanha… (é óbvio que existiram outros fatores, mas o dinheiro fala muito alto nesses casos)

Mas, voltando ao nosso país, seria possível que no futuro o Corinthians e o Flamengo polarizem a hegemonia do futebol brasileiro? Não tenho bola de cristal, mas se o rumo das coisas continuarem assim, podemos ter esse futuro negro nos nossos horizontes…

E como impedir isso?

Primeiro, conscientizar os torcedores dos grandes clubes brasileiros. É preciso entender que a audiência de Flamengo e Corinthians não é formada apenas por torcedores desses clubes, mas sim pelos rivais, que assistem seus jogos para “secar”. Vejam: se os dois “protegidos” da Globo possuem cada um algo em torno de 15% da torcida (estatísticas controversas…), a taxa de rejeição desses times é duas a três vezes maior. Estamos falando de algo em torno de 30 a 45% de possíveis telespectadores… Esse grupo de “secadores” é que aumentam o ibope desses dois times, e, sem ter a menor noção do que estão fazendo, acabam dando dinheiro para seus rivais…

Portanto, caro torcedor, não pretendo tirar seu direito inalienável de “secar” os gambás e os urubús (toda uruca contra eles é pouca), mas, tenha a consciência que, ao fazer isso, você está dando dinheiro para eles e lhes ajudando a se tornarem mais fortes do que seu time de coração!

Abra o olho e seja consciente do seu papel de torcedor. Não sejam “gado” ou “massa de manobra” (como certos dirigentes tratam vocês de forma pejorativa), pois é senso comum entre os jornalistas que a Globo age de forma subliminar para incitar você a assistir e secar o time adversário. Exerçam sua paixão, mas saibam que ao secarem seus adversários, vocês podem estar na verdade prejudicando seu time de coração! Sejam conscientes!

Autor da matéria: André Pedro. Sócio Remido do Vasco da Gama, com 30 anos de clube, e também fundador e editor responsável do portal webvasco.com. Sua formação é na área de informática e comanda a empresa Digital Solutions, especializada em soluções de internet.