A tecnologia é algo inquestionável?


Caros amigos leitores,

Todos indignados com mais uma vez o Vasco da Gama ter sido prejudicado pelo mesmo péssimo árbitro que apitou Vasco 2 x 2 corinthians, pelo Brasileirão 2011, em São Januário (2º turno), e que também prejudicou o Cruzeiro, no Pacaembu, em 2010, estamos publicando a Coluna de André Pedro, Editor do Portal WebVasco, com importante estudo técnico que atesta a certeza de que fomos lesados. Por que não apitou um árbitro estrangeiro? Por que a orientação da FIFA no sentido de, na dúvida, o lance deve seguir e aí será confirmado o legítimo gol do Vasco?!

E por que as imagens do tira-teima, da Globo, demoraram ? E por que são o oposto da Fox Sports?! O que está acontecendo no Futebol Brasileiro, pessoal?!

De ontem duas certezas: 1) O C R Vasco da Gama tem o melhor gramado do Brasil! Não fosse a nova grama e o novo sistema de drenagem e o jogo estaria completamente comprometido; 2) A Torcida deu sinais de maturidade e deu apoio incondicional ao time do início ao fim e o plano deles de ver um Vasco acuado em seu próprio estádio não funcionou. Que seja sempre assim, porque em Libertadores tem que ser assim, sempre!

Temos que lutar e acreditar, pois, Sandro Meira Ricci não poderá apitar de novo, e o Vasco tem, sim, totais condições de marcar gols em SP, e para nós qualquer empate com gols basta. Esse time é guerreiro, e não se entrega. Nós acreditamos numa vitória contra o “time do sistema”, e no avanço às semi-finais da Copa Libertadores. Força Vasco!

“A tecnologia é algo inquestionável?

Nesta quarta, 16 de maio de 2012, o estádio de São Januário recebeu novamente o Corinthians e o árbitro Sandro Ricci para mais uma partida decisiva. Semelhante ao último jogo onde o empate em 2×2 praticamente destruiu as chances do Vasco contra seu adversário direto na luta pelo Brasileiro de 2011, desta vez o empate também prejudicou severamente nossa equipe na luta pela classificação na Libertadores.

Mas será que a torcida vascaína está novamente “chorando” como acusam nossos rivais? Será que a Globo foi parcial no seu “Tira-Teima” (foto ao lado – créditos: Rede Globo).

Efetivamente não se pode acusar ninguém de má fé. Não podemos dizer que o árbitro ou o bandeirinha agiram de modo intencional ou que a Globo teria agido de má fé em sua montagem do “tira-teima”. Longe de nós acusarmos isso, até porque teríamos que provar tal acusação e não entraremos nesse nível de debate. Entretanto, podemos utilizar de computação gráfica aliada a técnicas gráficas para saber a verdade dos fatos. Vamos então a um pouco de teoria gráfica:

Uma imagem de televisão está em duas dimensões (altura x largura). Não existe profundidade, o que determinaria uma visão em 3D. Ora, nosso olho percebe que existe uma 3ª dimensão através do efeito de perspectiva que existe na imagem.

Uma imagem está em perspectiva exata (ou seja, sem distorção) quando conseguimos determinar o seu “Ponto de Fuga”. E o que é um ponto de fuga?

Ponto de Fuga é o que define a perspectiva. Em um desenho ou imagem geométrica, definimos o ponto de fuga e todas as linhas existentes naquele desenho ou imagem devem convergir para esse ponto de fuga, permitindo que existe a profundidade e dando um efeito tridimensional a uma imagem em duas dimensões. Veja a imagem ao lado para ter a exata noção do que se trata.

Bom, baseado nesse conceito, a equipe do WEBVASCO congelou a imagem transmitida pela FOX SPORTS e produziu a imagem que segue abaixo. Notem que determinamos o ponto de fuga baseados em 3 linhas: A linha de fundo, a linha da pequena área e a lnha da grande área.

Logo a seguir, traçamos uma linha saindo do ponto de fuga (já determinado) em direção ao Alecsandro, passando exatamente pelo seu quadril (de forma a não dar margem a discussão de posição de mãos e pés, altamente subjetivo na imagem e mesmo pela velocidade do lance), concluindo a linha na outra margem do campo.

A imagem resultante é clara: A linha que passa pelo quadril do Alecsandro também passa pelo quadril do jogador do Corinthians. Mais ainda: o bandeirinha estava na mesma linha que os dois jogadores.

Minha conclusão é que o lance não dá margem à qualquer dúvida: o gol foi absolutamente dentro das regras e o Vasco foi mais uma vez prejudicado.

André Pedro é sócio remido do Vasco da Gama com 30 anos de clube, e também fundador e editor responsável do portal webvasco.com. Sua formação é na área de informática e comanda a empresa Digital Solutions, especializada em soluções de internet.”