A NAU VASCAÍNA SEGUE DE VENTO EM POPA!


O Vasco repetiu diante do Bahia, no Estádio do Pituaçu, em Salvador, as boas atuações que eu citei no post anterior, e, sob a batuta de Juninho e Felipe, com destaques ainda para Diegou Souza, Allan e Prass, retomou a liderança do Brasileirão e está a uma vitória de igualar seu melhor início de um Nacional, o de 1988. Falta um jogo, e será contra o Palmeiras, no próximo domingo, dia 17 de junho, às 16 horas, na Arena Barueri. Não será fácil para nós, mas muito menos fácil para eles, pelos problemas que têm para administrar.

Estamos aproveitando bem esse início de campeonato para construir uma vantagem que será necessária meses mais à frente. Fica também a comprovação da força do elenco cruzmaltino diante dos demais, que, envolvidos com Copa do Brasil e Libertadores, não conseguem, com seus elencos reservas, ter um desempenho, digamos, razoável, como teve o Vasco no ano passado, quando disputou e ganhou a Copa do Brasil, e ainda assim ficou em condições de disputar até a última rodada o Brasileirão. Nosso elenco está entre os mais fortes. Contra fato não há argumento.

Tem muita água para passar debaixo da ponte? Sim, Senhor, mas algum vascaíno, pensando em título, estaria tranquilo se estivéssemos na posição do Santos, por exemplo?! No Brasileirão 2011, na 4ª rodada o Vasco estava em 7º lugar e disputando a Copa do Brasil.

O estilo de jogo desse time do Vasco é envolvente, inteligente, com uma marcação forte, e bom toque de bola. Taticamente está à frente dos demais times. Se continuar nessa pegada, dentro e fora de casa, dá para acreditar no Penta!

AO VASCO TUDO!