O ACASO ESTÁ NOS AJUDANDO ENQUANTO CRISTÓVÃO ANDA DISTRAÍDO / VETO DA GLOBO CONTINUA E CLUBES BRASILEIROS NÃO PODERÃO EXCURSIONAR EM 2012


Os problemas notados no jogo contra o Figueira voltaram a aparecer na partida contra o Atlético/Go. Naquele jogo em SC, o Vasco abriu o placar e não segurou o resultado, mas de todo não foi ruim, porque os outros resultados favoreceram a manutenção do Cruzmaltino no G4 e bem colado no Galo. Ontem o cenário se repetiu e o Vasco, com a magra vitória saiu no lucro, já que somou mais 3 pontos e ainda ganhou a posição do Cruzeiro, que perdeu em caso de novo, dessa vez para o Grêmio, em franca ascensão, e beneficiou-se do empate entre Palmeiras e são Paulo.

O fraco desempenho visto em campo na partida de ontem, em São Januário, contra o Atlético/GO deve-se principalmente à falta de ritmo e entrosamento + falta de preparo dos jogadores que só agora estão sendo relacionados para atuar no lugar daqueles que, por várias razões já sabidas por todos, não estão podendo atuar. Esses jogadores, e ainda outros que continuam sem chances, como Marlone e Chaparro, já deveriam ter tido oportunidade de jogar mais vezes, de serem testados, de estarem habituados com o sistema de jogo, mas nem no Carioca, contra os clubes de bairro, eles foram aproveitados. E o resultado estamos vendo agora. Um time que fez um primeiro tempo razoável e marcou o gol salvador.

No segundo tempo, um grupo “sem pernas”, um meio-campo sem criatividade, sem jogadas pelas laterais, principalmente a direita, o goleiro virando o principal jogador da partida, o nome do jogo, e do outro lado, um time medíocre, lanterna, mas que por jogar junto há muito tempo, nos envolveu e por muito pouco não virou o placar. Ao Prass e ao acaso (trave) o Vasco deve atribuir esta suada vitória que nos mantém entre os melhores do Campeonato, até agora. Mas ainda faltam 30 rodadas e algumas coisas precisam ser ajustadas, vários jogadores precisam ser mais aproveitados, se quisermos discutir o título do Brasileirão 2012, pois como o campeonato é longo e só o disputa pra valer quem for mais regular, e tiver um plantel uniforme, entrosado, comprometido, motivado e sobretudo bem condicionado.

São requisitos fundamentais para buscar o título ou, no mínimo, buscar vaga para a Copa Libertadores, sem eles esqueçamos, não nos iludamos, não vai dar.

O jogo contra o São Paulo, no Morumbi é uma parada duríssima, uma encrenca, e Cristóvão Borges estará, mais uma vez, diante de uma charada para montar o time.]

E que sirva de alerta para os próximos jogos que temos pela frente, que aliás, serão mais difíceis.
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Somos da opinião que os clubes brasileiros precisam retomar com as excursões e participação em torneios de “pré” e “inter” temporada do Futebol Mundial. Nossos clubes perderam as referências, nossos treinadores estão longe de serem cotados para propostas no exterior. O Futebol brasileiro se enclausurou em seu calendário congestionado, inchado e sem datas, e com isso estamos ficando para trás, vide o passeio tático que o Santos levou do Barcelona, na final do Mundial de Clubes, no ano passado.

E ainda no ano passado a CBF anunciou mudanças no Calendário brasileiro, como a Copa do Brasil ao longo da temporada, e com a participação dos clubes que participam da Libertadores, o que veio a se confirmar no início deste ano, e ainda, conforme entrevista do Ex-Presidente do Corinthians, e agora, Diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanchez ao Lance, na qual destacou até que possivelmente Ronaldo viria a participar de uma dessas viagens para torneios no Exterior, no período entre 02 e 22 de agosto da atual temporada. (http://www.supervasco.com/noticias/clubes-brasileiros-poderao-excursionar-em-2012-revela-andres-122355.html)

Vale destacar que certamente convites chegariam a São Januário, porque o Vasco foi Campeão da Copa do Brasil, fez um ótimo Brasileirão, em 2011, e disputou muito bem a Copa Libertadores figurando entre os principais clubes da América do Sul no primeiro semestre de 2012. Isso é fato! Poderia assim surgir, e por que não, convites para disputar tradicionais Taças Européias, como aliás, acontecia nas décadas passadas.

Pois bem, o Santos, de Neymar e Ganso, tentou no início do ano, em evento da Fox Sports, pugnar publicamente pelo direito de excursionar e não conseguiu. Na ocasião foi discutida a possibilidade para 2013, apenas. (http://blogdoperrone.blogosfera.uol.com.br/2012/02/em-evento-da-fox-santos-inicia-movimento-para-derrubar-veto-da-globo-contra-amistosos/)

Em tempos em que Futebol e Marketing andam juntos na busca por receitas, o Blog Incondicionalmente Vasco, interessado nessa questão importante para a marca “Club de Regatas Vasco da Gama”, foi à Ouvidoria da CBF, buscar a confirmação sobre se nossos clubes poderiam ou não excursionar este ano, haja vista a tabela do Brasileirão estar mantida com jogos justamente no período de agosto acima citado.

A CBF, na pessoa de seu Ouvidor, Sr. Ricardo Sardinha, nos respondeu que não procedem os fatos mencionados pelo Periódico Lance, ou seja, que não têm embasamento fático, e que não procede a notícia de que o Vasco e demais clubes brasileiros poderão excursionar este ano.

Junte-se a este fato, o de que a Globo adiantou as cotas de TV, conclui-se que o veto da Emissora, detentora dos direitos de transmissão do Brasileirão, se mantém em 2012, e nossos Clubes permanecerão por aqui, com grave prejuízo de receitas adicionais, possibilidades de negócios outros e do valioso e tão necessário intercâmbio de nossos jogadores e treinadores com o Futebol Europeu.

Essa perda que já dura quase uma década continuará, pelo menos até 2013, e a carência de que falamos aqui já se reflete em treinadores ultrapassados em vários conceitos mais modernos, categorias de base fracas, e a pior colocação da Seleção Brasileira no Ranking da FIFA em todos os tempos.

Pelo visto, com a chegada de Seedorf, o retorno de Juninho Pernambucano e Felipe, e outros jogadores que chegaram (Guerrero e Forlán) ou podem chegar (Malouda?!), os europeus estão fazendo o caminho inverso, e nisso podem até ajudar, com o choque de cultura que podem nos proporcionar, e que contribuirá por um Futebol Brasileiro mais profissional, num todo, jogadores e dirigentes.

Penso que o Vasco e demais grandes clubes brasileiros devem insistir na necessidade de excursionar, e todos juntos, reivindicar perante CBF e Globo o direito de serem vistos atuando em grandes torneios, por grandes estádios do Futebol Internacional. A hora é agora!

AO VASCO TUDO! INCONDICIONALMENTE!