Um Rei, um Maestro, e uma Torcida apaixonada e incondicional


Num jogo tenso, em que, de um lado, o Vasco precisava vencer para se manter à frente do São Paulo, tendo em vista o confronto direto que acontecerá em São Januário na rodada seguinte, e do outro lado o Atlético Goianiense, o mandante da partida, ansioso, faz péssima campanha, com rebaixamento evidente, e vinha de derrota em seu primeiro jogo internacional pela Copa Sul-Americana (La Catolica 2 x 0, Chile), fizeram a diferença o Maestro Felipe, O Reizinho Juninho Pernambucano, e a Torcida Vascaína, que lotou o Serra Dourada, e o transformou num Caldeirão Vascaíno.

A Torcida Vascaína do Centro do Brasil deu exemplo de amor e apoio incondicional, empurrou o time rumo à vitória, na qual acreditou quando parecia que ela não aconteceria, e ao final comemorou com o time, no gramado, uma vitória sofrida, suada, num jogo truncado, mas no qual o talento de dois craques experientes fez a diferença em nosso favor.

Marlone fez seu primeiro jogo como jogador profissional, e descontando a ansiedade, foi bem e se fez presente, inclusive finalizando em gol. Não se intimidou, e pelo seu talento, haja vista o golação marcado contra a Ponte – Preta, pela Copa do Brasil Sub-20, no meio da semana, tem tudo para nos dar muitas alegrias. Finalmente está tendo oportunidade de mostrar o seu valor.

O Vasco se mantém firme no G4, segue estabelecendo nova marca recorde de permanência nesta zona nobre da tabela do Brasileirão, com chance de título e fortes possibilidades de classificação para a Copa Libertadores de America 2013.

Que o apoio incondicional visto no Serra Dourada se repita aqui em São Januário, porque vaias não resolverão, e os jogadores precisarão de todo apoio para matar a partida contra o São Paulo, num duelo direto por uma vaga na principal competição Continental.

Torcida do Vasco dá show no Serra Dourada – Foto de Marcelo Sadio

ANÁLISE DA PARTIDA:

Atlético GO x Vasco – Estádio Serra Dourada (GO) – 06/10/2012 – Brasileirão 2012
Por: Leandro Monteiro – Colaborador do Blog IV

Juninho! Seus súditos agradecem !

Mostrando dificuldades e nervosismo, o Vasco venceu o lanterna Atlético-GO e se manteve firme na briga pelo G4.

Num primeiro tempo intrigante, onde o Vasco dominou as ações quando tinha a igualdade numérica de jogadores, e foi dominado após a expulsão do zagueiro Gustavo, aos 21 minutos, o time vascaíno mostrou as mesmas deficiências de sempre. Os laterais, Jonas e Feltri, apoiavam sem a devida qualidade , Renato Silva, que desde o seu retorno ao time está falhando acima da média (entregando ou perdendo jogadas bobas), Éder Luiz, em má fase, e a inoperância criativa de Carlos Alberto (que não é novidade para ninguém). E assim foi a tônica da primeira etapa, um Vasco que não soube se impor perante um adversário fragilizado por uma expulsão e tampouco apresentava alternativas para mudar o jogo.

Veio o segundo tempo, e algumas substituições fizeram o time crescer em rendimento. Com as entradas de Felipe, Bastos e Marlone, nos respectivos lugares de Feltri, Jonas e Carlos Alberto o time vascaíno obteve o domínio da partida , mas não conseguia ser incisivo ao ponto de furar a defesa do Atlético, tanto que as melhores jogadas vascaínas foram na bola parada (com destaque para o belo chute de Nilton, que explodiu no travessão do goleiro Márcio). Nesse panorama o tempo foi passando, e o Vasco além das dificuldades naturais do jogo, foi se perdendo em meio ao nervosismo. O time já estava quase se preparando para jogar a toalha, quando, aos 41 minutos, Felipe é acionado pela esquerda do ataque, percebe o bom posicionamento de Juninho dentro da área e rola a bola afeição para o Reizinho, que, de primeira , com o talento e inteligência que lhe são peculiares, coloca a bola no canto esquerdo de Márcio, indefensável. Vasco 1 a 0. Os súditos do Reizinho vibram nas arquibancadas e agradecem tamanha benfeitoria! O time vascaíno abre o placar quase no apagar das luzes, administra o jogo nos minutos finais e garante mais 3 pontos na tabela.

O desempenho do time foi bem razoável, porém o objetivo maior foi alcançado, que era a vitória. Agora o Vasco precisa voltar todas as suas atenções para o “jogaço” de quarta-feira, às 22:00h, em São Januário. Precisamos da ajuda de todos, desde o apoio total da torcida nas arquibancadas (comparecendo em massa), até a vontade e a disposição à flor da pele dos nosso jogadores em campo, para que, superando as deficiências técnicas de nosso time, conseguirmos uma boa vitória sobre o São Paulo, que nos deixará ainda mais firmes no G4 e nos trará a confiança nesta reta final do Brasileirão. Vamos juntos !

Saudações Vascaínas !