ATÉ QUANDO?!


Santos 2 x 0 Vasco – Brasileirão 2012 – 14/10/2012 – Vila Belmiro

Por: Leandro Monteiro

Até quando ?

Com um futebol abaixo da crítica, o time vascaino esbarrou nas suas tão conhecidas limitações e saiu derrotado da Vila Belmiro.

Num primeiro tempo onde o Vasco pouco conseguiu ameaçar a meta santista, o time vascaíno mostrou uma incrível desorganização no posicionamento da defesa, e o resultado não poderia mesmo terminar em boa coisa. Aos 8 minutos de jogo, ficou claro para toda a torcida vascaína que teríamos uma vida complicada na partida. Após bom lançamento de Bill, o atacante Miralles se projeta em meio à dupla de zaga do Vasco (numa falha mista de mal posicionamento e indecisão), ganha na velocidade de Rodolfo, e finaliza na saída de Fernando Prass, para abrir o placar. Santos, 1 a 0.

Após sofrer o gol, o time vascaíno conseguiu dominar a posse de bola e ditava as ações do jogo, entretanto, sem qualidade no passe, pouca criatividade no meio de campo e a inexistência ofensiva dos laterais, o Vasco não encontrou jogadas para furar a defesa santista e o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória do Peixe.

Veio a etapa final, e logo no primeiro minuto de jogo, a equipe santista ampliou o placar. Dessa vez, Felipe Anderson lançou Miralles, que mais uma vez, nas costas da dupla de zaga do Vasco , recebe em condições de finalizar e manda para as redes. Santos , 2 a 0.

A partir daí, o panorama da partida pouco mudou em relação ao primeiro tempo. O Vasco continou sem criatividade no meio de campo (mesmo diante das respectivas substituições de Carlos Alberto e Felipe, por Marlone e John Clay), os laterais em nada acrescentavam, Éder Luiz mal como há muito tempo, Alecsandro isolado na frente, e os garotos Marlone e John Clay tentavam ajudar, na vontade. Foi pouco. O Vasco não demonstrou forças para reverter o quadro da partida, amargurou sua segunda derrota consecutiva, e para piorar, a perda da vaga no G4.

O que espanta é a facilidade com que o São Paulo (na quarta-feira passada) e o Santos(hoje) tiveram em envolver o time vascaíno. Mesmo não jogando um grande futebol, chegaram com extrema facilidade ao gol de Prass. Em jogadas de poucos toques ou explorando a velocidade de seus atacantes fizeram a festa na defesa do Vasco.Também ficou claro demais que estamos jogando no limite de nossas forças, e sem a presença do Reizinho o time cai absurdamente de rendimento e as coisas vão de mal a pior.

Agora, não há outro jeito. Se a torcida ainda pensa em libertadores, precisa esquecer todas as deficiências do time e as mazelas impostas pela diretoria (a maior culpada nessa história) e apoiar até o fim. Caso contrário, estaremos fadados há mais um ano em que o Vasco perde para ele mesmo. E por sinal, tem sido assim há anos! Diretorias que fazem do Vasco o seu quintal e expõem a instituição à condição de ridículo. Até quando ?

ANÁLISE DE LÉDIO CARMONA – FONTE: SPORTV

Lédio Carmona não crê em recuperação do G4 pelo Vasco

Com seus atacantes em má fase, desfalques por causa dos amistosos da seleção brasileira e a saída de jogadores, o Vasco não deve recuperar seu lugar no G-4 do Brasileirão, na opinião do comentarista do SporTV Lédio Carmona. O Gigante da Colina, que ficou 55 rodadas seguidas entre os melhores, sofre com problemas.

– Eu li que tinha acabado o encanto do Vasco. Na verdade, acabou o time. Venderam Diego Souza, Fagner, Romulo, Allan, Anderson Martins, Bernardo. Para completar, o Dedé joga mais pela Seleção que pelo Vasco. Os dois atacantes que funcionavam, Alecsandro e Eder Luis, pararam de jogar. Não marcam há mais de dez rodadas. Dificilmente, o Vasco vai se recuperar. É um time em frangalhos, não tem mais a equipe. Ficaram Juninho, Dedé, bons jogadores, mas a base do time, o coletivo, se perdeu – afirmou o comentarista, no “Redação SporTV” desta segunda.

Para Lédio Carmona, com os problemas que o clube apresenta fora de campo, o desempenho do elenco dentro das quatro linhas é acima do normal.

– O Vasco tem problemas estruturais sérios, tem salários atrasados. Por isso, eu disse que o Vasco é o grande fenômeno do futebol brasileiro. Ficou 55 rodadas no G-4 nessa situação, sem salários, problemas na diretoria, falta d’água. São problemas inacreditáveis para um time que foi campeão da Copa do Brasil, vice-campeão brasileiro, chegou às quartas de final da Libertadores. O que o Vasco fez desde o ano passado é um milagre pelo elenco que tem.

Para voltar ao grupo dos quatro melhores do Campeonato Brasileiro, o Vasco precisa vencer o clássico contra o Botafogo, na quinta-feira, no Engenhão, e torcer contra o São Paulo, que enfrenta o Atlético-GO, no Morumbi.

OPINIÃO DO BLOG IV!

Análise perfeita do vascaíno Lédio Carmona.

É impressionante a facilidade com a qual o São Paulo chegou, nos confrontou e nos superou em São Januário, e já abriu vantagem sobre nós, uma vantagem que provavelmente se ampliará em razão da tabela que é mais favorável a eles do que a nós. A recente entrevista de Juninho, à beira do campo, após a derrota para o Tricolor Paulista resume tudo.

E para piorar, mais uma vez o Vasco aceita uma tabela com dois clássicos cariocas no final do campeonato, e isso certamente será decisivo. Dificilmente recuperaremos a vaga no G4, infelizmente.