VASCO ENTREGA ESTUDO DE VIABILIDADE DE SÃO JANUÁRIO AO COMITÊ RIO-2016


A primeira etapa para a reforma de São Januário e consequente adequação às exigências do Comitê Olímpico Internacional (COI) foi finalizada. Pelas mãos do empresário Olavo Monteiro de Carvalho, o Vasco entregou na noite desta quarta-feira ao comitê Rio-2016 seu estudo de viabilidade para que o estádio receba o rúgbi nas Olimpíadas. As autoridades vão analisar o projeto, e a definição sai até o fim do ano.

O principal objetivo da diretoria, porém, é construir uma arena que possa atender em melhor os torcedores. O custo das obras ainda vai depender da empresa que for escolhida, via licitação, em 2013, mas, pelas estimativas passadas ao clube, deve girar em torno de R$ 500 milhões. São Januário terá capacidade para 43 mil torcedores e pode contar até com um hotel e um shopping dentro de seus limites. A demolição das estruturas será quase total, preservando apenas a fachada de 85 anos.

O único item que faltava nos últimos dias para que a documentação fosse enviada era o projeto de revitalização do entorno do estádio, exigência incluída no livro de 89 páginas fornecido ao Vasco, que ficará a cargo da Prefeitura, que já se comprometeu com as duas partes sobre orçamento e realização da reurbanização. Cada vice-presidência teve seu envolvimento e foi responsável por determinados assuntos que correspondem às suas funções.

As garantias financeiras e a carta de fiança serão concluídas nas próximas semanas. Os gastos serão divididos entre BNDES (60% do total), investidores e patrocinadores (em captação que começará posteriormente), que explorarão suas marcas no estádio pelas próximas décadas.

FONTE: GLOBOESPORTE.COM
http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/2012/10/vasco-entrega-estudo-de-viabilidade-de-sao-januario-ao-comite-rio-2016.html

Sobre a revitalização do Entorno de São Januário leia mais em : http://www.webvasco.com/social/leia-no-webvasco/colunas/marcelo-paiva/314-agora-e-oficial-autoridades-do-rio-de-janeiro-receberam-o-abaixo-assinado-pela-revitalizacao.html