Arena: OAS atua para garantir obra no entorno de São Januário


Chegou o momento do lobby entrar em ação. A OAS Empreendimentos, construtora que conversa com o Vasco a respeito da modernização de São Januário, tenta garantir com a prefeitura que as obras de revitalização do entorno do estádio, previstas para acontecer por conta do rúgbi olímpico, sejam mantidas no cronograma municipal, mesmo com a disputa da modalidade fora da Colina Histórica.

Representantes da empresa e do município reuniram-se ontem para tratar do assunto. A OAS tem interesse em construir a nova arena vascaína, mas a transformação do projeto em algo economicamente viável passa necessariamente pela melhoria dos arredores do estádio.

Oficialmente, a prefeitura do Rio prefere não se pronunciar a respeito. Procurada, comunicou apenas que ainda não pensou na possibilidade de um projeto de reurbanização da região sem a disputa dos Jogos Olímpicos de 2016 na área.

Por sua vez, o presidente Roberto Dinamite promete conversar em breve com o prefeito Eduardo Paes a respeito do assunto. A proximidade entre os dois, filiados do mesmo partido político, pode ajudar o dirigente a garantir que o bairro de São Cristóvão seja incluído nas obras do projeto Porto Maravilha, algo inicialmente fora dos planos da prefeitura.

Pessoas próximas à OAS garantem que a empresa espera até o fim do ano uma posição das autoridades para dar continuidade às conversas com o Vasco. O projeto está orçado em R$ 500 milhões e transformaria São Januário num estádio com capacidade para 43 mil lugares, todos cobertos e sentados.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/vasco/Arena-OAS-bastidores-garantir-entorno_0_806319558.html#ixzz2BdyNxLpw
© 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

* Na foto acima: Presidente do Comitê Olímpico Brasileiro – COB, Carlos Arthur Nuzman (70), ao lado do Presidente da ACRJ e da Assembléia Geral do CRVG, Olavo Monteiro de Carvalho (69), do Conselho de Administração do Bradesco, Lázaro Brandão (86), e pelo vice-presidente das Organizações Globo, João Roberto Marinho (59), juntos de João Havelange, Presidente de Honra da FIFA e Membro do Cômite Olímpico Internacional – COI (96), em evento de luta pela realização dos Jogos Olímpicos RIO 2016, realizado, em 2008, no qual o Sr. Havelange foi homenageado.
* Link: http://caras.uol.com.br/noticia/havelange-e-homenageado#image0

VASCO NÃO TERIA APRESENTADO O PROJETO NO PRAZO DADO PELO COI, IRB E COB (31/10/2012). RAZÕES PERMANECEM DESCONHECIDAS. EXPLICAÇÕES NÃO FORAM DADAS AO TORCEDOR VASCAÍNO.

ENTENDA MAIS EM: Basta copiar e colar na barra do seu navegador para ler a matéria publicada no GloboEsporte.com.

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/2012/11/dinamite-fala-de-saida-de-sao-januario-dos-jogos-e-garante-reforma.html. Atente para:

“O descarte de São Januário como sede do rúgbi nas Olimpíadas Rio 2016 ainda repercute no Vasco. Após o Comitê Organizador dos Jogos anunciar que o clube não entregou o projeto completo para receber a competição, na última quarta-feira, Roberto Dinamite disse na manhã desta sexta-feira (confira o vídeo ao lado) que a decisão foi tomada depois uma conversa entre o presidente da Assembleia Geral do clube, Olavo Monteiro de Carvalho, e o presidente do Comitê Organizador, Carlos Arthur Nuzman. O presidente argumentou que a própria diretoria chegou à conclusão de que, diante das inúmeras condições impostas pelo COI, não valeria a pena sediar o rúgbi nas Olimpíadas e prometeu que a reforma do estádio vai sair do papel.

Realmente, houve uma conversa direta do Olavo com o Nuzman com relação a essa documentação, e ele achou que não seria a coisa mais importante, por entender que o custo dessa operação para São Januário seria muito alto e que teria já lá atrás o Engenhão como referência para que isso pudesse acontecer. Então, as coisas do Vasco estão sendo feitas e temos um projeto também de fazer uma arena, e esse projeto está aí – disse Dinamite.
O grande entrave para aderir ao projeto olímpico, segundo reforçou o mandatário, seria o valor que deveria ser custeado pelo Cruz-Maltino para as adequações à parte da reforma de São Januário para o esporte, que iria beirar os R$ 40 milhões e não seriam incluídos no financiamento geral. No íncio, o Vasco tratava o valor como responsabilidade das autoridades.

– O Vasco teria que gastar em média, para poder se adaptar, R$ 39 milhões… quase R$ 40 milhões, na verdade, e o Vasco não tem condições de fazer isso hoje. Então, por esse motivo, o Vasco tem um projeto maior, de uma arena que vai atender aos interesses do nosso torcedor. Isso continua andando e vamos trabalhar para apresentar nos próximos dias, principalmente para a Prefeitura. Vale dizer também que um dos pilares para que tudo isso pudesse acontecer seria o entorno de São Januário, que tem um comprometimento com a Prefeitura. Então, as coisas são colocadas de uma forma que o torcedor pensa que o Vasco perdeu a oportunidade de alguém ajudar, e na realidade não ia ajudar – defendeu-se Roberto.”

JUNTANDO COM A INFORMAÇÃO TIRADA DO LINK ABAIXO:

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/2012/11/vasco-sofre-cobranca-externa-sobre-caso-rugbi-apos-mudar-de-postura.html

Valores divulgados seriam menores

Segundo uma pessoa ligada à organização do evento, que, em virtude do feriado prolongado, não se manifestou desde então, os valores para a adaptação ao rúgbi estariam longe dos divulgados pelo clube carioca. E que já se sabia a necessidade de investir antes mesmo de finalizar o estudo de viabilidade, que não contava com garantias financeiras nem provas de que a área externa seria modificada – este um compromisso pessoal do prefeito Eduardo Paes, vascaíno e um dos alicerces para confirmar a realização dos jogos.

TIRE SUAS CONCLUSÕES, VASCAÍNO!

* * * * * * *

MAIS UMA OPINIÃO DO BLOG IV!

DINAMITE IMPLODE OS SONHOS DA TORCIDA! SÃO JANUÁRIO EXCLUÍDO DAS OLIMPÍADAS DE 2016, E TIME EM RUÍNAS PARA 2013!

Por Leandro Monteiro

São Januário fora dos Jogos Olímpicos Rio 2016.
A exclusão de São Januário dos Jogos Olímpicos de 2016 foi a pior de todas as mancadas da diretoria vascaína. O Presidente do Vasco e sua diretoria não foram capazes de criar um planejamento a fim de atender as exigências feitas pelo COB deixando passar uma oportunidade histórica para o CRVG. Um legado de valor inestimável foi perdido ! Um golpe, um baque no coração de todos os vascaínos! Difícil de acreditar em tamanho descaso e desrespeito com as tradições do nosso clube e a toda sua imensa torcida. Uma perda irreparável, um fardo que carregaremos durante muitos anos! Lembraremos muito disso daqui há alguns anos, num curto espaço de tempo futuro, no qual grande parte dos clubes (até com muito menos expressão) desfrutarão de suas arenas e estádios remodelados. E nós, vivendo em nosso eterno castelo medieval !

* * * * * * *

A gestão Dinamite

Em 4 anos de pura incapacidade, salvo pelo ano de 2011 (ano de eleição), onde o nosso Presidente conseguiu montar uma equipe competitiva (“muito mais” em decorrência da trágica campanha na Taça Guanabara daquele ano e da enorme pressão exercida pela torcida), Dinamite não conseguiu cumprir, nem de longe, com as suas promessas da época de campanha à presidência; de patrocínio farto (com filas de investidores à porta de SJ), gestão transparente, e um time à altura das tradições do Vasco. Muito pelo contrário, Dinamite, na maior parte de sua gestão, foi totalmente ineficaz.
Dinamite, até o momento, vem se escondendo atrás dos problemas financeiros do clube, (muitos deles herdados da antiga gestão, é verdade), mas suas desculpas baseadas nos intermináveis problemas do clube já passaram dos limites! Afinal, cabe a ele e sua diretoria acharem meios para resolver isso! Não adianta vir a público a todo momento dizer que o Vasco está com as suas cotas de patrocinador bloqueadas, falta de investimentos à altura, cotas de TV retidas pela Receita Federal, entre tantos outros problemas. São 4 anos sempre com as mesmas desculpas e promessas! Desculpas essas que todos nós já estamos cansados de saber ! Precisamos de soluções ! Chega de conversa fiada !

Chega de ficar “BUSCANDO”, Dinamite !
Vê se “CONSEGUE” !

* * * * * * *

Vasco 2013.

Bem, DINAMITE simplesmente IMPLODIU com os sonhos de toda a torcida vascaína em 2012, e para piorar, IMPLODIU também com a moral do nosso time! Se não bastasse a perda de jogadores importantíssimos para a equipe, baixando drasticamente o nível técnico do elenco, agora estamos passando também por uma deficiência moral! A equipe não acredita mais em si e parece estar cansada de uma diretoria que só vive de promessas , “sai ano e entra ano” ! A situação parece estar fora de controle, não vemos perspectivas de melhoras, e tampouco se fala em pagamento dos salários atrasados aos jogadores, assim como não foi apresentado um planejamento digno para a próxima temporada. O time está em ruínas, com baixa estima, combalido em meio a tantas notícias ruins e a falta de comando. Uma bagunça ! Não se sabe, quase em meados de Novembro, qual o grupo a ser fechado para 2013. Não se fala em reforços , que diante de tantos problemas, devem estar em segundo ou terceiro plano. Hoje, nosso 2013 já começou! E muito mal por sinal! Ficamos na expectativa de uma mudança radical de postura da diretoria vascaína, caso contrário, as consequências para 2013 podem ser trágicas, e os danos irreparáveis.

Saudações Vascaínas!
Leandro Monteiro é Colaborador do Blog IV!

* * * * * * *

ALENTO…

Vasco vence o Corinthians e vai às quartas da Copa do Brasil sub-20

Com um gol de Romário, aos 11 minutos da etapa final, o Vasco derrotou o Coritnhains, por 1 a 0, nesta quarta-feira, em São Januário, e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil sub-20. No primeiro jogo, em Americana (SP), os dois times haviam empatado em 1 a 1. O time cruz-maltino enfrentará agora o vencedor do confronto entre Atlético-MG e Inter. Na primeira partida, o time mineiro venceu em casa por 3 a 0.

Na primeira etapa as duas equipes buscaram o gol, mas não foram eficientes. No segundo tempo, o Vasco desperdiçou duas chances claras logo no início, com Guilherme e Jhon Cley. Aos 11, porém, os vascaínos abriram o marcador, por intermédio de Romário, com chute rasteiro de pé esquerdo de dentro da área. A bola ainda tocou na trave esquerda do goleiro corintiano antes de entrar.

Após o gol, o Corinthians pressionou em busca do empate, mas não foi feliz. Já a equipe dirigida pelo ex-atacante Sorato procurou jogar fechada e só ir à frente nos contra-ataques. Não fez mais gol, mas o 1 a 0 já era suficiente para o time da casa garantir a sua vaga.

Fonte: GloboEsporte.com