Sul-americano de 1948: pleito feito pelo Blog Incondicionalmente Vasco à Diretoria do CRVG, e dirigido à Conmebol, por meio do Centro de Memória do Vasco é acolhido! ‏


O Expresso da Vitória, Campeão Invicto do Sul-americano de 1948, no Chile

O Expresso da Vitória, Campeão Invicto do Sul-americano de 1948, no Chile

O blog Incondicionalmente Vasco tem a alegria de comunicar que a CONMEBOL finalmente acolheu pedido feito pelo Club de Regatas Vasco da Gama, na pessoa do Diretor do Centro de Memória, de fazer incluir no site oficial da Entidade a referência ao título de 1948, que ela reconheceu em 1996, mas não mencionava!

Descobri o que estava acontecendo e comuniquei ao Sr. João Ernesto, Diretor do Centro de Memória do CRVG, que, prontamente, agiu nos interesses do Vasco, e, finalmente a Justiça se fez! Confiram:

http://www.conmebol.com/es/content/copa-libertadores-0

Com nova organização, o site da CONMEBOL passa a mencionar o título do Campeonato Sul-americano de 1948, na página que relata a História da Copa Libertadores de America.

Antes, mesmo havendo o reconhecimento do título, ocorrido em 1996, não havia nenhuma matéria sobre a conquista na referida página.

Justiça feita ao Expresso da Vitória!

Vale aqui dar alguns esclarecimentos complementares sobre o tema, objeto deste post:

O reconhecimento e homologação do título do Sul-americano de 1948 aconteceu em 1996, em sessão plenária da Conmebol. Em razão deste fato o Vasco passou a fazer parte da extinta Supercopa dos Campeões de Libertadores de America, uma competição na qual só participavam os campeões da Libertadores. Como estava dedicado à campanha e conquista do Brasileiro, logo foi eliminado pelo River Plate, na 1ª fase, mas sagrou-se Campeão Brasileiro de 1997, e, na sequência, venceu a Copa Libertadores de 1998, e com isso tornou-se, sim, Bi-Campeão Sul-americano de Clubes.

Esta semana, com o novo site, a Conmebol deu a devida publicidade a algo que já havia chancelado em 1996. Ora, mas de que adianta proferir uma decisão e não publicá-la no seu principal veículo de Mídia? Por insistência nossa. Minha e do caro e zeloso João Ernesto, do Centro de Memória do Vasco, que levou o pleito à Conmebol, passou a constar da História da Libertadores, a sua origem, a Copa dos Campeões Sul-americanos, de 1948.

Quanto a ser o primeiro campeão da Copa Libertadores, entretanto, a Conmebol entende que o Vasco é bi-campeão sul-americano (48/98), mas por competições diferentes. Isso também nos foi informado. Com a participação do Vasco na Supercopa dos Campeões de Libertadores, em 1997, ficou claro que a Conmebol deu ao título de 48 o mesmo status da Libertadores. Podemos e devemos afirmar, com convicção, que somos Bi-Campeões Sul-americanos e Campeões da Copa Mercosul, e temos, portanto, 3 títulos continentais oficiais. Mas concordo que devemos, em momento oportuno (com maior Representatividade internacional), e com muito cuidado, procurar mexer com isso mais um pouco, para propor que conste da página da Conmebol uma referência plena ao título de 48, com tabela completa da competição e estatísticas do jogo contra o River Plate, tudo isso não só na parte que conta a história, mas na parte que elenca os campeões! Aí a História estará devidamente preservada. Porém, já é necessário fazer isso no Site Oficial do Vasco.

Cabe a nós, Vascaínos e Diretoria do CRVG, principalmente, por meio de sua VP de Marketing, cuidar da publicidade e da divulgação desta conquista, agora, com a merecida publicação em veículo oficial da Entidade Máxima do Futebol Sul-americano. Entendo que muitas ações devem ser tomadas para que os Vascaínos se contaminem por esta conquista, a começar pela homenagem aos jogadores ainda vivos, e, em memória, por meio de seus filhos, e ainda, com comercialização de produtos oficiais, jogo festivo com o River Plate, para marcar a conquista, da mesma forma que as futuras gerações devem preservar o valor do nosso título de 98, que já está ficando distante. É hora de ganhar outra Copa!

Eu tenho o privilégio de ser sobrinho e afilhado de um Vascaíno, de 89 anos, que tem 56 anos de vida associativa, e que recebeu os jogadores de 48, no meio da multidão que esteve na saudação pública aos campeões. Ele conta que eles foram recebidos por mais de 3 mil pessoas, em Carro do Corpo de Bombeiros, e que as comemorações foram muito parecidas com a de 98. Ele me fala que na cabeça dele, o título da Libertadores foi um filme que se passou, porque ele já havia experimentado a mesma emoção. Pessoal, foi o primeiro título internacional de um clube brasileiro, conquistado no exterior contra o River Plate, de Di Stéfano! Não é para qualquer um, não! Temos que valorizar a conquista e reverenciar os campeões.

Quem não valoriza sua História e sua memória deixa de transmitir às gerações futuras a sua grandeza! Viva o Expresso da Vitória!

http://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Sul-Americano_de_Campe%C3%B5es

Saudações Vascaínas!

VASCO! INCONDICIONALMENTE!

Marcus Simonini Ferreira

Editor do Blog Incondicionalmente Vasco!

https://incondicionalmentevasco.wordpress.com/

*******************

O EMAIL QUE DEU ORIGEM AO PLEITO:

Caro Presidente do CRVG, Roberto Dinamite, prezado Sr. VP de Futebol, Sr. J.H. Mandarino e Sr. João Ernesto, Diretor do Centro de Memória do CRVG,

Prezados Senhores Diretores do Club de Regatas Vasco da Gama,

Meu nome é Marcus Simonini Ferreira, sou Advogado, Sócio Proprietário Bronze, desde 1984, e um dos Editores do Blog Incondicionalmente Vasco e me dirijo a Vossas Senhorias para pugnar pelo seguinte, em prol do CRVG:

Sei que os Senhores já estão trabalhando duro no sentido de reerguer o CRVG e reconduzi-lo ao Status que jamais deveria ter perdido. Neste sentido, acredito que estamos no caminho certo, haja vista a conquista inédita da Copa do Brasil e classificação direta do Vasco à chave de grupos da Copa Libertadores de America.

Outrossim, preciso lhes comunicar fato que necessita atenção e ação rápida de Vossas Senhorias visando estabelecer firme posição frente a Confederação Sul-Americana de Futebol – Conmebol, presidida pelo Sr. Nicolaz Leoz, para reivindicar direito nosso conquistado em campo, no ano de 1948.

É que, apesar do reconhecimento de Competição Oficial do Sul-Americano de 1948, conquistado pelo Expresso da Vitória, nenhuma referência é feita no site da Conmebol. O CRVG disputou a Supercopa Libertadores, justamente porque teve tal título reconhecido, mas no entanto, a referida Entidade Máxima do Futebol Sul-Americano não publica em seu site o Sul-Americano de 48 (tabela, resultados), nem o CRVG é citado como o 1º campeão Sul-Americano, a partir deste torneio apelidado de “a primeira Libertadores”, e que veio a ser a inspiração e origem da própria Copa Libertadores de America. Tampouco faz qualquer citação ao evento, campanha, etc…como faz com todas as edições da Libertadores, em que consta um Histórico. Confiram abaixo, por favor.

Isto posto, peço aos Senhores que enviem ofício à Conmebol para que seja reparada a falha, para que passe a constar dos arquivos da Entidade Máxima do Futebol Sul-Americano, com o devido e merecido destaque a conquista de 1948, com a inserção do Vasco no rol de campeões Sul-Americanos, bem como a campanha vitoriosa, como já vem sendo feito com as edições da Libertadores, conforme link abaixo, que tirei do site da Conmebol.

http://www.conmebol.com/articulos_ver.jsp?id=63073&slangab=S

Estadísticas históricas de la Copa Santander Libertadores de América desde 1960
23 / 01 / 2009

Estadísticas históricas de las primeras 49 ediciones de la Copa Santander Libertadores de América, desde 1960 a 2008. Incluye el historial de los campeones, los goleadores de cada edición y la tabla histórica con todos los participantes desde 1960.

» Tabla histórica 1960-2008 –

HISTORIAL COPA SANTANDER LIBERTADORES DE AMÉRICA

AÑO

CAMPEÓN

SUBCAMPEÓN

RESULTADOS

1960

PEÑAROL (URU)

Olimpia (PAR)

1-0 y 1-1

1961

PEÑAROL (URU)

Palmeiras (BRA)

1-0 y 1-1

1962

SANTOS FC (BRA)

Peñarol (URU)

2-1; 2-3 y 3-0

1963

SANTOS FC (BRA)

Boca Juniors (ARG)

3-2 y 2-1

1964

INDEPENDIENTE (ARG)

Nacional (URU)

0-0 y 1-0

1965

INDEPENDIENTE (ARG)

Peñarol (URU)

1-0; 1-3 y 4-1

1966

PEÑAROL (URU)

River Plate (ARG)

2-0; 2-3 y 4-2

1967

RACING CLUB (ARG)

Nacional (URU)

0-0; 0-0 y 2-1

1968

ESTUDIANTES DE LP (ARG)

Palmeiras (BRA)

2-1; 1-3 y 2-0

1969

ESTUDIANTES DE LP (ARG)

Nacional (URU)

1-0 y 2-0

1970

ESTUDIANTES DE LP (ARG)

Peñarol (URU)

1-0 y 0-0

1971

NACIONAL (URU)

Estudiantes de LP (ARG)

0-1; 1-0 y 2-0

1972

INDEPENDIENTE (ARG)

Universitario (PER)

0-0 y 2-1

1973

INDEPENDIENTE (ARG)

Colo Colo (CHI)

1-1; 0-0 y 2-1

1974

INDEPENDIENTE (ARG)

São Paulo FC (BRA)

1-2; 2-0 y 1-0

1975

INDEPENDIENTE (ARG)

Unión Española (CHI)

0-1; 3-1 y 2-0

1976

CRUZEIRO (BRA)

River Plate (ARG)

4-1; 1-2 y 3-2

1977

BOCA JUNIORS (ARG)

Cruzeiro (BRA)

1-0; 0-1 y 0-0 (5-4)

1978

BOCA JUNIORS (ARG)

Deportivo Cali (COL)

0-0 y 4-0

1979

OLIMPIA (PAR)

Boca Juniors (ARG)

2-0 y 0-0

1980

NACIONAL (URU)

Internacional (BRA)

0-0 y 1-0

1981

FLAMENGO (BRA)

Cobreloa (CHI)

2-1; 0-1 y 2-0

1982

PEÑAROL (URU)

Cobreloa (CHI)

0-0 y 1-0

1983

GRÊMIO (BRA)

Peñarol (URU)

1-1 y 2-1

1984

INDEPENDIENTE (ARG)

Grêmio (BRA)

1-0 y 0-0

1985

ARGENTINOS JUNIORS (ARG)

América (COL)

1-0; 0-1 y 1-1 (5-4)

1986

RIVER PLATE (ARG)

América (COL)

2-1 y 1-0

1987

PEÑAROL (URU)

América (COL)

0-2; 2-1 y 1-0

1988

NACIONAL (URU)

Newell’s Old Boys (ARG)

0-1 y 3-0

1989

ATLÉTICO NACIONAL (COL)

Olimpia (PAR)

0-2 y 2-0 (5-4)

1990

OLIMPIA (PAR)

Barcelona SC (ECU)

2-0 y 1-1

1991

COLO COLO (CHI)

Olimpia (PAR)

0-0 y 3-0

1992

SÃO PAULO FC (BRA)

Newell’s Old Boys (ARG)

0-1 y 1-0 (3-2)

1993

SÃO PAULO FC (BRA)

Universidad Católica (CHI)

5-1 y 0-2

1994

VÉLEZ SARSFIELD (ARG)

São Paulo FC (BRA)

1-0 y 0-1 (5-3)

1995

GRÊMIO (BRA)

Atlético Nacional (COL)

3-1 y 1-1

1996

RIVER PLATE (ARG)

América (COL)

0-1 y 2-0

1997

CRUZEIRO (BRA)

Sporting Cristal (PER)

0-0 y 1-0

1998

VASCO DA GAMA (BRA)

Barcelona SC (ECU)

2-0 y 2-1

1999

PALMEIRAS (BRA)

Deportivo Cali (COL)

0-1 y 2-1 (4-3)

2000

BOCA JUNIORS (ARG)

Palmeiras (BRA)

2-2 y 0-0 (4-2)

2001

BOCA JUNIORS (ARG)

Cruz Azul (MEX)

1-0 y 0-1 (3-1)

2002

OLIMPIA (PAR)

São Caetano (BRA)

0-1 y 2-1 (4-2)

2003

BOCA JUNIORS (ARG)

Santos FC (BRA)

2-0 y 3-1

2004

ONCE CALDAS (COL)

Boca Juniors (ARG)

0-0 y 1-1 (2-0)

2005

SÃO PAULO FC (BRA)

Atlético Paranaense (BRA)

1-1 y 4-0

2005

INTERNACIONAL (BRA)

São Paulo FC (BRA)

2-1 y 2-2

2007

BOCA JUNIORS (ARG)

Grêmio (BRA)

3-0 y 2-0

2008

LDU QUITO (ECU)

Fluminense (BRA)

4-2 y 3-1 (1-3)

Repararam? Não consta o Sul-Americano de 48! Começam a contagem com a primeira Libertadores, mas reconhecem o CRVG como o primeiro clube campeão da América.

Contamos com as devidas providências, como medida de justiça ao Expresso da Vitória, bem como e não menos, em reparo dos direitos do Vasco da Gama, como primeiro Campeão Sul-Americano de Clubes.

Por fim, proponho que na camisa a ser utilizada para a disputa da Libertadores de 2012 conste o logo da Conmebol ou um logo da Taça Libertadores com duas estrelas (48/98), pois a própria entidade os equiparou. No aguardo de providências e de informações, via site oficial do CRVG.

Atenciosamente,

Marcus Simonini
Sócio Proprietário Bronze – mat. 12374.
Blog Incondicionalmente Vasco!