CAMPANHA CAMISAS NEGRAS: UMA CAMISA COM ALMA NOBRE PARA SER USADA EM OCASIÕES ESPECIAIS!


CAMPANHA PELA INCLUSÃO DO "CAMISAS NEGRAS" EM NOSSO ESTATUTO COMO UNIFORME ESPECIAL

CAMPANHA PELA INCLUSÃO DO “CAMISAS NEGRAS” EM NOSSO ESTATUTO COMO UNIFORME ESPECIAL

À Diretoria do Club de Regatas Vasco da Gama, Conselho Deliberativo, Conselho de Beneméritos, Conselho Fiscal, e Sócios,

Na noite de 10 de junho de 2013, por ocasião da presença da Seleção Italiana no Rio de Janeiro para a disputa da Copa das Confederações 2013, o Presidente do Vasco da Gama e maior artilheiro de nossa Agremiação, Roberto Dinamite, entregou ao craque italiano Mario Balotelli a camisa negra utilizada na temporada 2011, a qual foi lançada como forma de marcar a luta do nosso Club contra o racismo que imperava no início do século passado e segregava do Futebol Nacional os negros, mulatos, e pessoas das classes menos favorecidas.

Balotelli conheceu nossa linda História, a qual culmina na Resposta Histórica, recebeu a camisa com seu sobrenome gravado, e logo identificou-se com o Club de Regatas Vasco da Gama chegando a declarar que, no Brasil, sua torcida é para o Vasco!

Esta indumentária conhecida como “Camisas Negras” foi a primeira do CRVG, que veio a marcar nosso primeiro título carioca da primeira divisão. No ano seguinte (1924), com a recusa em afastar os negros e mulatos do seu plantel o Vasco da Gama disputou outro campeonato e isto fez com que os demais grandes clubes cariocas, bem como a AMEA, revissem sua posição e passassem a aceitar as pessoas das classes menos favorecidas, em sua esmagadora maioria afrodescendentes.

Os “Camisas Negras”, como era conhecido o time do Vasco, também prestou outro grande e relevante serviço ao Futebol Brasileiro. Foi devido à postura firme dos nossos dirigentes daquele tempo diante o Sistema que, juntamente com a inserção dos negros no futebol, veio também a necessária profissionalização do jogador de futebol. Em seguida (1927), os bravos e determinados sócios do CRVG ergueram São Januário, o maior estádio particular da América do Sul naquela época!

Por tudo isso, a Camisa Negra está gravada na História do CRVG e do Brasil, quando o assunto é o Futebol, como Cultura Popular Brasileira. É, pois, uma camisa talhada na luta contra a opressão e a discriminação racial, e por causa dela e as pessoas que a vestiam um novo grito de liberdade se ouviu no Brasil, em 07 de abril de 1924, data em que foi publicada a Resposta Histórica.

Reconhecendo a grandiosa relevância da Camisa Negra, como expressão material da luta contra o racismo travada pelo Vasco, foi a mesma relançada em 2011, desta vez com o símbolo da mão espalmada, que representa a luta contra o racismo. A belíssima camisa ainda continha palavras fortes como “Democracia e Inclusão Social”, na gola, e “Respeito e Igualdade” sob a mão espalmada localizada no lado do coração. Não foi concebido um uniforme, mas sim, por tudo o que significa, um verdadeiro Traje de Gala do Club de Regatas Vasco da Gama! Ela foi muito bem recebida pelos Vascaínos, bem aceita na Mídia, e vista com simpatia até pelos não Vascaínos, mas igualmente identificados na luta contra o racismo e pela igualdade e respeito aos afrodescendentes.

Balotelli tinha mesmo que se identificar com o Vasco, pois sua origem ganesa e sua luta particular contra o racismo na Itália, desde sua infância, e na Europa, nos clubes por onde passou, tem forte identificação com a luta travada pelos Vascaínos, há quase cem anos: O direito de ser aceito, em condição de igualdade, pela Sociedade, como Cidadão, como Esportista, independentemente da sua cor.

Por tudo isso entendo que esta Camisa Negra não poderia sair de linha e deveria fazer parte do Estatuto do CRVG, como verdadeiro Uniforme Especial a ser usado em ocasiões ou eventos também especiais, tais como Amistosos Internacionais, em jogos contra clubes europeus, naqueles Torneios de Pré-Temporada que acontecem todos os anos, caso o Vasco consiga voltar a excursionar neste período, pois esta Indumentária Nobre ilustra a nossa História e transmite uma mensagem muito forte àqueles que ainda insistem em se considerar superiores em razão da cor da sua pele!

Não menos importante é o valor incalculável que esta camisa agregará para a marca Club de Regatas Vasco da Gama, em termos de marketing, pois o tema está em debate, campanhas contra o racismo acontecem no mundo inteiro, e o CRVG é o time que colocou fim ao racismo no Futebol Brasileiro. Isso precisa ser divulgado sempre!

Assim, e na qualidade de Sócio Proprietário do Club de Regatas Vasco da Gama, com fundamento nas linhas acima escritas, venho pela presente, propor alteração do Estatuto do Club de Regatas Vasco da Gama, para dele constar a instituição da Camisa Negra, em seu design original, mas com o logo da mão preta e branca, nos mesmos termos da versão da 3ª camisa da temporada de 2011, como Indumentária Especial, a ser, preferencialmente utilizada em ocasiões especiais, tais como Amistosos Internacionais, Torneios Internacionais na América do Sul, em Europa, Ásia, América do Norte e Oceania, como símbolo e expressão máxima da luta de nosso Club contra o flagelo do racismo, o qual sempre combatemos, e que nunca manchou nosso Pavilhão, mas está vivo a atormentar muitos países, inclusive o Brasil, ainda que de forma velada!

A institucionalização da Camisa Negra, como Uniforme Especial, é uma consequência que decorre da necessidade de difundir nossa História mundo afora, seja como testemunho, seja como desafio expresso e declarado contra o racismo e por tal razão, requeiro, após os devidos trâmites, sua inclusão no Estatuto do Club de Regatas Vasco da Gama.

Informo que o Blog Incondicionalmente Vasco, do qual sou Editor, em parceria com o Portal WEBVASCO, iniciou na data de hoje uma campanha junto aos Sócios e Torcedores, que comunguem do mesmo pensamento e queiram ter as Camisas Negras, para sempre, como Uniforme Especial Oficial do CRVG. Por fim, gostaria de informar que esta Campanha conta ainda com o apoio dos demais membros do Movimento Voluntário em prol da revitalização do Entorno de São Januário, André Pedro (WEBVASCO), Marcelo Paiva e Raimundo Almeida, todos Sócios do CRVG.

Aos Poderes do Club de Regatas Vasco da Gama, no aguardo da aprovação deste Requerimento, com protestos de elevada estima e consideração,

Atenciosamente,

Marcus Simonini Ferreira
Sócio Proprietário Bronze 12374-2, desde março de 1984
Editor do Blog Incondicionalmente Vasco!
https://incondicionalmentevasco.wordpress.com/

VASCAÍNO, SE VOCÊ APOIA ESTA CAMPANHA E QUER VER A CAMISA NEGRA CONTRA O RACISMO ETERNIZADA ASSINE O NOSSO ABAIXO-ASSINADO ELETRÔNICO NO PORTAL WEBVASCO, NO LINK:

http://webvasco.com/artigos/#

CONFIRA A PETIÇÃO APRESENTADA AO PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO COM O RESULTADO DA NOSSA CAMPANHA, E O ABAIXO-ASSINADO! AGRADECEMOS A TODOS QUE PARTICIPARAM:

DSC03038

DSC03039

DSC03040

DSC03041

DSC03042