Aos jogadores do Club de Regatas Vasco da Gama


torcida-vasco-sao-januario-4664

O Blog Incondicionalmente Vasco! publica mensagem de apoio do Diretor do Centro de Memória do Club de Regatas Vasco da Gama aos jogadores de nosso time, que, no próximo domingo, pela última rodada do Brasileirão 2014, lutarão pela nossa permanência na Elite do Futebol Brasileiro, a qual é nosso lugar, como Gigante que é o CRVG!

Compartilhem as palavras abaixo até que cheguem aos nossos jogadores! E que Deus os abençoem e inspirem para que consigam vencer a Batalha de Joinville!

Força Vasco!

“Amigos Vascaínos,
Apaixonados amigos Vascaínos,

Caso me seja dada uma oportunidade para me dirigir aos jogadores, não gastaria de mais do que 05 minutos.
Tentaria mostra-lhes um pouco da grandeza do Vasco. A eles, ali reunidos, perguntaria se na cidade natal deles conheciam algum vascaíno e, do mesmo modo, sabiam da existência de apaixonados pelo nosso adversário de domingo.

“Alessandro, meu goleiro, na sua Cascavel querida, vc conheceu algum vascaíno? E torcedor do “Furacão”? Não?
E vc, Renato Silva, em Colina do Tocantins, acredita que tivesse mais torcedor do Vasco do que do Atlético Paranaense? Como assim, lá ninguém sabia do Atlético?
Meu querido Edmilson, e lá em Salvador, além, é claro, de Bahia e Vitória, vc encontrou alguém que torcesse para times de outros estados?
Entendi, para times do Rio muitos torcem. É isso? Conheceu então alguns vascaínos? Que bom… E a torcida do Atlético? Era grande a torcida do Atlético? Sério? Nunca viu ninguém que gostasse do Atlético?”

Perguntaria se eles saberiam dizer qual dos dois clubes ganhou 04 campeonatos brasileiros…

E títulos sulamericanos? Sabem quantos nós temos? Três, um Sulamericano de Clubes, aliás o primeiro, uma Libertadores e uma Mercosul. Lembram dessa? Aquela que é considerada a maior virada de um grande clube sobre outro, em que ao final do 1o tempo perdíamos por 3 a 0.
Mas a marca que nós temos, nenhum outro tem. Aquela que permitiu que muitos dos Srs pudessem hoje exercer a profissão de atleta de futebol. Fomos nós, a bem da verdade, nossos avós e bisavós, que lutaram contra tudo e contra todos para que no esporte brasileiro não houvesse discriminação de ordem alguma. Foram eles que mostraram que aqui, nesse Cube, não haveria distinção de cor, credo ou situação econômica. E essa marca só nós a temos!

É por isso que temos paixão por esse Clube?
Então Srs, entrem lá e joguem como Vasco. Mostrem a eles quem o grande nessa história, quem o verdadeiro Furacão!
Bom jogo e que sejam orgulho de 15 milhões de apaixonados por esse Brasil afora!

Um forte, confiante e vascaíno abraço.
João Ernesto.”