O Flamengo, e o benefício da dúvida para si,‏ em face do Vasco


Vasco roubado contra o fla 01

Vasco roubado contra o fla 02

vasco_flamengo_r castanheira

Eu pensava que os flamenguistas teriam o mínimo bom senso de nem comemorar a vitória no Clássico disputado ontem, 17/02/2014, no Maracanã, pois até o seu goleiro acusou o gol óbvio! Mas, como era de se esperar, os flamenguistas não estão nem aí para ética, jogo limpo, fair play. Isso não existe para eles. O que vale é ganhar, não importa como! Então, seguindo a Lei de Gerson, o Flamengo, gostando de levar vantagem em tudo, venceu mais um clássico, com 13 jogadores em campo, e nada mais importa. Essa cultura vem de muito tempo e lá no distante ano de 1981, o ladrilheiro bem sinalizou como é a postura flamenguista. Eles não gostam de jogo limpo!

O que esperar dos árbitros em jogos dos dois times? Já é rotina, como se vê das imagens acima! O Vasco não pode mais vencer o Flamengo, e nem o Corinthians! Está proibido, por Decreto (Global), entendem?! Pensávamos que o urubu não precisava disso, mas precisa. É da essência deles! Bem “Dick Vigarista”.

Em havendo Final (decisão) entre os dois times eu desde já afirmo que não irei! Fazer o quê lá no Maracanã?! Figuração para a Globo?! Sabemos que o benefício da dúvida é só para Flamengo e Corinthians, principalmente contra o Vasco! Esses raramente são prejudicados por arbitragem, e assim tem sido no Carioca, no Brasileiro e assim foi na Libertadores contra os gambás.

O Futebol brasileiro perdeu totalmente a credibilidade. Não há a menor segurança de que o campeão será o melhor em campo. Decisão? Estou fora! Não vou perder meu tempo, gastar meu dinheiro para no final terminar nisso aí que vimos ontem. O campeonato é bancado pela Globo, e a globo é Flamengo! Logo, já sabemos quem será o campeão! Não percamos nosso tempo. E lá se foi o sonho/projeto dessa diretoria de vencer o carioca de 2014.

A transformação em América segue a passos largos, e ontem teve mais um capítulo diante da passividade de nossos dirigentes face ao descalabro que salta aos olhos.

Se foi de má-fé, se foi erro grosseiro (e eu, particularmente, acredito que tenha sido um erro crasso, e não ato de dolo do árbitro de linha, Rodrigo Castanheira), não importa! Interessa saber que o Vasco, hoje, não tem representatividade nem na FFERJ, nem na CBF, nem peso de camisa quando os adversários são o Flamengo e o Corinthians.

O Vasco NÃO TEM o benefício da dúvida, que o Flamengo tem! Isso explica porque não tivemos nosso gol justamente validado e eles tiveram o deles corretamente confirmado, num lance mais difícil até! Simples assim, e Ponto final!

Saudações Vascaínas!

Marcus Simonini Ferreira

blog IV!