Eugenia, Nazismo e Vasco – Há algo em comum?


02-05-estadio-sjanuario-1926-27Caros amigos vascaínos,

Inicio este artigo já respondendo a pergunta título: NÃO! Nem Eugenia e muito menos o nazismo tem sequer uma micrograma de compatibilidade com a alma vascaína.

Mas então por que essa pergunta? Porque é necessário dar um “BASTA” no que está se tornando a luta política do Vasco atual. É necessário que os vascaínos de bem, que possuem consciência de nossa posição histórica, tomem partido e juntem-se a uma só voz clamando “BASTA”!

Eugenia é um termo criado em 1883 por Francis Galton, significando “bem nascido”. O termo “eugenia” é anterior ao termo “genética”, pois este último só foi cunhado em 1908, pelo cientista William Bateson. (Fonte: Wikpedia).

A Eugenia pregava a teoria da “seleção artificial” em contraponto à “seleção natural”, acreditando que se poderia criar seres humanos “melhores” através de uma seleção dos melhores indivíduos em detrimento dos nascidos “imperfeitos”. A Eugenia foi uma das bases que motivaram os nazistas a promover uma “higienização” racial na Alemanha, e que mais tarde promoveu o holocausto judaico. O tema é vasto mas serve como ponto de partida para analisarmos o perigo e quão grave é a situação política hoje no Vasco.

O Vasco tem seu berço na colônia portuguesa da época em que foi fundado. Historicamente, é necessário ter-se em mente que naquela época os brasileiros tinham recentemente expulsado a família real para Portugal, com a incipiente ditadura militar republicana. Os “patrícios”, como se autodenominavam os portugueses, sofriam todo o tipo de discriminação da burguesia carioca, mesmo tendo dinheiro e pertencendo a mesma classe social dos cariocas “brazucas”. Não foi a toa que fundaram o nosso glorioso Vasco da Gama e não foi a toa também que se juntaram aos nossos antepassados os negros, pardos e pobres, pois, assim como os “portugas”, eles também não podiam frequentar os clubes de elite e nem praticar o já bem conhecido “Foot-ball”. Foi no Vasco que os “excluídos sociais” puderam praticar o mesmo “esporte da elite” sem ter que usar pó de arroz, ou nem mesmo poder entrar no clube.

Portanto, é bom que se tenha em mente que o Club de Regatas Vasco da Gama não é um clube aristocrático! Podemos ter entre nós a Elite sim, mas porque não temos em nosso sangue e nem em nossa alma a palavra discriminação, seja de cunho étnico, social, religioso ou mesmo no campo das idéias. Aceitamos a todos, desde que sejam pessoas que não tenham a palavra preconceito marcada em sua alma.

É nesse contexto que convoco a todos os vascaínos a uma profunda reflexão sobre o que vem acontecendo no Vasco, mais especificamente nas sociais do estádio, e particularmente envolvendo as eleições do clube. É INADMISSÍVEL que um vascaíno, no meio das sociais, grite em alto e bom som que um outro grupo seja o responsável pela manutenção do Dinamite no poder e chame essas pessoas para a “PORRADA”, na frente de crianças e mulheres… É INADMISSÍVEL que se crie grupos de verdadeiros marginais, que não posso considerar vascaínos, para  intimidar verbalmente, moralmente e até fisicamente pessoas simpatizantes à chapa de Julio Brant, ou porque apenas vestem amarelo, expressando tão somente sua simpatia ao Julio. É INADMISSIVEL saber que pessoas pertencentes a esse grupo político estão entrando em São Januário ARMADAS, segundo diversos relatos existentes nas redes sociais. É INADMISSÍVEL que conselheiros do Vasco, apenas por ter ideias diferentes desse grupo, tenham que contratar seguranças ARMADOS para se proteger desse bando de vagabundos! É INADMISSÍVEL que se façam agressões aos conselheiros do Vasco na saída da sede da Lagoa, apenas porque pensam diferente! Será que agora não se pode nem expressar sua opinião em São Januário? Vestir amarelo virou crime em São Januário?

Reparem bem: Esses grupos estão tentando usar dos mesmos métodos da SS Nazista para atingir os seus fins: INTIMIDAÇÃO, MEDO E VIOLÊNCIA! Nas redes sociais integrantes desses grupos cansam de afirmar que pessoas como Léo Gonçalves, Fabio Muniz, Wagner Pedro, Davidson de Mattos, entre outros, irão ser “expulsos” do Vasco quando seu grande líder se tornar presidente do Vasco. Será que teremos que voltar aos tempos em que integrantes do MUV eram expulsos sumariamente do Vasco apenas por não concordar com Eurico Miranda? Será que nosso clube terá que voltar às páginas policiais novamente? Será que teremos que ter derramamento de sangue em nossas históricas arquibancadas apenas por ideologia política? Até onde iremos com isso? Até onde permitiremos que nossa linda história de conquistas sociais será manchada? Qualquer semelhança com o nazismo, e com a “higienização” política, seria mera coincidência?

Hoje escutei na rádio Band News o Ricardo Boechat falando sobre o evento racista ocorrido no sul do país. Ele fez algumas comparações com diversos clubes ao longo do país que sofreram discriminação racial. Aqui no Rio, ele afirmou que o Flamengo tinha como símbolo o Urubú porque havia discriminação por causa de sua maioria de torcedores negros, vindos do povo, e que o time representava o povo e não as elites. Até quando iremos nos concentrar em brigarmos entre nós, e mancharmos nossa imagem? Até quando estaremos preocupados em chamar os flamenguistas de “mulambos” e “favelados”, dando a eles armas para que o povo esqueça seu passado e passe a idolatrar o flamengo como verdadeiro clube do povo, e deixar nosso clube ser dominado por pessoas que possuem interesses pessoais em detrimento do interesse institucional? É essa a imagem que queremos passar para os veículos de comunicação? De um clube brigão, arruaceiro, preconceituoso, onde quem está no poder faz o que quer?

BASTA!

A mudança tem que começar nesta eleição de novembro! CHEGA! Meu filho acaba de nascer no mês de aniversário do Vasco! Não é essa a imagem que eu quero que ele tenha do Vasco! Quero aquela imagem que eu tenho em meus 30 anos de sócio do Vasco: de um clube não apenas vencedor, mas FAMILIAR e SEM PRECONCEITOS, onde todos tem o direito de IR E VIR SEM DISCRIMINAÇÃO! Quero um Vasco constituído por pessoas que promovem a INSTITUIÇÃO VASCO sem querer um centavo em troca! Quero o CORAÇÃO INFANTIL sendo promovido! Quero o VASCO DÍVIDA ZERO sendo promovido! Quero a REVITALIZAÇÃO DO ENTORNO DE SÃO JANUÁRIO sendo promovida! Quero o VASCAÍNO É SANGUE BOM sendo promovido! Quero o CAMISAS NEGRAS sendo promovido! São tantos movimentos independentes que lutam pelo engrandecimento do Vasco que corro o risco de ter esquecido alguém (me desculpem se cometi essa falha). Esses são meus exemplos de vascainidade! ESSES SÃO A ALMA VASCAÍNA!

Amigo vascaíno! Pense muito bem antes de votar! Não se deixe enganar pelo terrorismo psicológico que alguns grupos políticos estão tentando criar! Vamos mudar isso! Faça valer sua voz e grite BASTA! Nosso clube de coração é o VASCO! Vamos colocar para fora de nosso clube quem está mais interessado em política e auto-promoção. Vamos pensar no Vasco e apenas no Vasco. Ele precisa de nós, e a hora é agora!

Saudações Vascaínas,

André Pedro
webvasco.com